Coral Amicitate

Maestro Paulo Rowlands


Coral Amicitate no Espaço Cultural Grande Otelo, em 28 de novembro de 2017.


Sobre o coral

O Coral Amicitate, como coral, existe desde agosto de 2017, sob regência de Paulo Rowlands. O coral faz seus ensaios todas as quartas-feiras, no SUEESSOR, Rua General Bittencourt, 582, Centro, Osasco, SP (mapa do local de ensaio). Antes de ser um coral, o grupo foi um madrigal, o Madrigal Amicitate, em atividade desde 2003. Hoje, como coral, o grupo está aberto a cantores de Osasco e região, com um repertório variado, incluindo músicas eruditas e populares.



Para convidar o Coral Amicitate para uma apresentação

Para convidar o Coral Amicitate para uma apresentação basta entrar em contato com o Maestro Paulo Rowlands, pelo telefone (19) 999773042 ou pelo e-mail paulo@paulorowlands.com.br



Próximas apresentações

Dia 13 de dezembro, quarta-feira, 20:00, no SEPEJ - Sociedade Espírita Pequeninos de Jesus, Rua Augusto José Avancini, 135, Jd. São Jorge, São Paulo (mapa do local). Esta apresentação do Coral Amicitate será do repertório completo trabalhado em 2017, incluindo músicas de Natal.



Espaço do coralista

Para você que canta no Coral Amicitate, aqui estão os links importantes, com as partituras e os áudios de apoio:
BAIXE AQUI AS PARTITURAS DO CORAL
ENTRE NA PASTA COM OS ÁUDIOS DE APOIO
BAIXE AQUI AS PARTITURAS DE NATAL
BAIXE AQUI OS ÚLTIMOS INFORMES
ENTRE NA PASTA COM OS VOCALIZES



Nosso Regimento Interno

O Coral Amicitate será formado por coralistas voluntários que seguirão este regimento interno, vigente a partir de 11 de outubro de 2017, e que valerá até que a AMA (Associação Musical Amicitate) seja oficialmente fundada e registrada, e produza o regimento interno definitivo para este coral.

Para entrar no coral:
1. fazer o teste vocal e ser aprovado;
2. assinar a ficha de adesão;
3. acertar a taxa de adesão (R$20,00).

Cumpridos os itens acima, o coralista recebe o status de candidato, e permanecerá neste status por dois meses, quando o regente fará sua efetivação.

Haverá 4 status de coralistas:
1. coralista candidato;
2. coralista efetivo;
3. coralista inativo;
4. ex-coralista.

Coralista Candidato: é o coralista que cumpriu os requisitos para entrar para o coral.
O coralista candidato permanecerá dois meses em experiência até que seja ou não efetivado de acordo com critérios estabelecidos pelo regente e seja aprovado pelo mesmo.
     O coralista candidato, por acertar a quantia de R$20,00 no ato do teste para entrar no coral, não paga a contribuição mensal.
     O coralista candidato não participa de apresentações do coral cantando, mas observando.

Coralista Efetivo: é o coralista ativo, presente, em dia com as contribuições mensais.
O coralista efetivo é o único que poderá cantar com o coro em apresentações.
     Em 2017, as contribuições serão: R$20,00 no mês de outubro; R$25,00 nos meses de novembro e dezembro (em janeiro de 2018 não haverá ensaio e nem contribuição, que retornarão em fevereiro).

Coralista Inativo: é o coralista que estava efetivo e deixou de estar.
Os casos em que um coralista deixa de ter o status de ativo são:
a) 1 (uma) falta injustificada;
b) 2 (duas) faltas seguidas, mesmo que justificadas;
c) inadimplência (quando muda o mês e o coralista não acertou a contribuição do mês anterior).

O coralista inativo retornará ao status de coralista efetivo quando estiver em dia com a contribuição e no terceiro ensaio seguido em que esteja presente em todos os três.
     O coralista inativo receberá o status de ex-coralista quando inadimplente com duas contribuições ou quando ausente por quatro ensaios seguidos.
     O Coralista inativo não cantará nas apresentações, com exceção de casos excepcionais determinados pelo regente.

Ex-coralista: é o coralista desligado do coro.
     O coralista efetivo pode ser desligado diretamente do coro, sem passar pelo status de coralista inativo, quando pedir, e em caso de comportamento eticamente justificável para tal medida extrema.
     O ex-coralista poderá retornar para o coro como coralista candidato somente, e após seguir os ritos para tal (teste, aceite e acerto de taxa de adesão).

Faltas em ensaios

Há dois tipos de registros das faltas dos coralistas nos ensaios: falta justificada e falta injustificada.
     A falta justificada será a que teve o aval do regente em conversa com o mesmo antes do ensaio.
     Uma falta sem conversa anterior só será justificada se a conversa ocorrer impreterivelmente no dia seguinte à falta e se o regente entender que a emergência justifica a impossibilidade da conversa anterior à mesma.
     Ocorrendo uma falta sem conversa com o regente, nem anterior nem no dia seguinte, a falta será registrada como injustificada, e o coralista, sendo efetivo, se torna automaticamente inativo.

Entendendo melhor a falta justificada: o coralista que for faltar deverá falar com o regente sobre a falta antes de faltar, pessoalmente ou por telefone, recebendo assim o aval para que a falta seja justificada. Se o coralista não conversar com o regente antes da falta, por motivo de emergência, a conversa deverá acontecer no dia seguinte ao ensaio da falta impreterivelmente, quando o regente decidirá se a emergência justifica a ausência ou não.
     ATENÇÃO: mensagem de texto NÃO vale para justificar uma falta. A falta somente será justificada com CONVERSA com o regente, pessoalmente ou por telefone.

Contribuição

Somente contribuem mensalmente os coralistas efetivos.
     Até o final de 2017 serão 3 contribuições: R$20,00 no mês de outubro; R$25,00 nos meses de novembro e dezembro (em janeiro de 2018 não haverá ensaio e nem contribuição, que retornarão em fevereiro).
     Em 2018 as contribuições começarão no mês de fevereiro, com valores e detalhes que serão divulgados no primeiro ensaio do ano.

Apresentações

Sempre que houver a possibilidade de uma apresentação, o coral será consultado em ensaio antes que se agende a apresentação.
     Caso se decida por haver a apresentação, os coralistas que, neste momento somente, anunciaram que não irão ou que talvez não irão, poderão faltar.
     Se um coralista que se comprometeu em estar em uma apresentação passar a não poder ir, este deverá falar imediatamente com o regente. Nesta conversa o regente decidirá:
1. se a falta poderá ocorrer de forma justificada e sem que nenhuma alteração ocorra em função desta ausência;
2. se a falta poderá acontecer de forma justificada, mas causando a necessidade de alterações, incluindo a impossibilidade da apresentação acontecer;
3. se a falta não se justifica, em razão de motivos e critérios do regente.

Se um coralista, que se comprometeu em estar em uma apresentação, se ausentar em uma apresentação sem conversa prévia sobre sua ausência, este terá que conversar com o regente no dia seguinte à apresentação para descrever qual foi a emergência ocorrida. Neste caso, o regente determinará se a emergência justifica a ausência sem aviso prévio do coralista, ou se este será imediatamente desligado do coral.



Maestro Paulo Rowlands
0055 19 999773042
paulo@paulorowlands.com.br